O Serviço Divino – o mistério do encontro com Deus

Imprimir

Vamos ao Serviço Divino – assim como outros cristãos também. Parece-nos óbvio. Mas, por quê? E o que exatamente é Serviço Divino?

 

O Serviço Divino é o encontro de Deus e do homem, descreve o Catecismo da Igreja Nova Apostólica: “No servir dos crentes em adoração e perante a presença perceptível do Deus Trino, a comunidade vivencia como Deus a serve com amor.”(Catecismo INA 12.1.1).  Palavra de Deus e sacramento – dois conteúdos importantes em cada Serviço Divino.

Já o Serviço Divino no antigo testamento indica a aproximação de Deus com o homem. O primeiro altar construído por pessoas para servir a Deus e para adorá-Lo, para agradecer-Lhe e trazer-Lhe oferendas já está descrito em Gênesis. Noé oferece a Deus uma oferenda de agradecimento. Jacó denomina a cidade que Deus lhe indicou de “Bet-el” – “Casa de Deus”.

Serviços Divinos no Antigo Testamento

As formas concretas dos Serviços Divinos desenvolveram-se ao longo de um espaço de tempo.  A bênção araônica: “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti; O Senhor levante sobre ti o seu rosto e te dê a paz.” – é uma das primeiras fórmulas litúrgicas conhecidas.

O rei Salomão deixou construir o templo de Jerusalém. Nele realizavam-se Serviços Divinos que consistiam em sua parte principal no sacrifício diário dos animais oferecidos em oferenda, o que deveria ser realizado pelos sacerdotes. O serviço de sacrifício era realizado exclusivamente no templo de Jerusalém dali em diante. O templo também era o lugar onde eram realizadas as festas israelitas como a Páscoa, a festa dos tabernáculos. (Lv 23)

Os Serviços Divinos no Novo Testamento

E no Novo Testamento? O Catecismo INA diz a respeito: “A encarnação de Deus em Jesus Cristo dá início a uma nova dimensão do serviço de Deus ao Homem. O Filho de Deus vem à Terra, ao mesmo tempo, enquanto verdadeiro Homem e verdadeiro Deus. Ele nasceu entre o povo dos judeus; Ele frequentava o templo, participava nos Serviços Divinos nas sinagogas e participava na sua concepção. Paralelamente a isso, atuava como mestre cuja prédica era “como tendo autoridade” (Mateus 7:29). Além disso, Ele deu a missão de batizar e instituiu a Santa Ceia. Assim sendo, já na palavra e nos atos de Jesus se encontra fundamentado aquilo que viria a caracterizar o Serviço Divino cristão: a palavra e o Sacramento.”

O obrar de Jesus é, portanto, normativo para o Serviço Divino. Os Apóstolos continuam obrando dessa forma. Pedro predica com todo poder em Pentecostes, inspirado pelo Espírito Santo. Pentecostes é, de certo modo, o primeiro Serviço Divino da Igreja de Cristo.  E sobre a primeira comunidade cristã em Jerusalém testificam-se quatro elementos fundamentais do Serviço Divino neotestamentário: “perseveravam na doutrina dos Apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações” (Atos 2:42).

Acontecimento central: a Santa Ceia

A transcursão atual do Serviço Divino novo-apostólico encontra-se debaixo da tradição dos Serviços Divinos reformados. Anteriormente os Serviços Divinos cristãos eram marcados por uma liturgia muito rica. Só após a Reforma, dentro do protestantismo, desenvolveu-se a prédica dentro do Serviço Divino.  Na Igreja Católica Apostólica o Serviço Divino tradicional encontrava-se em primeiro plano, enriquecido através de uma liturgia marcante. O acontecimento central do Serviço Divino é o festejo da Santa Ceia. Jesus Cristo realmente está presente em sua congregação. Não obstante, o sacrifício do Senhor foi oferecido uma única vez e não se repete na Santa Ceia. Por outro lado, a Santa Ceia não é uma simples recordação do sacrifício, “é muito mais: durante o festejo da Santa Ceia Jesus Cristo está no centro da comunidade como aquele que foi sacrificado, aquele que ressuscitou e aquele que retornará”.

O Serviço Divino é um presente. A congregação vivencia no altar o sempre novo mistério do encontro de Deus com o Homem.

Nac.today

INFORMAÇÃO DO ARTIGO

Autor: Peter Johanning

Data:  15.02.2016

Palavras-chave: santa ceia, serviço divino, declarações doutrinais

kbz

 

Eu amo Jesus 

... é por isso que visito doentes, ajudo o meu próximo e faço as minhas orações.


Com nac.today da Igreja Nova Apostólica, começou um novo meio de difusão. Com os relatórios do mundo todo, o novo magazine de notícias da Igreja Nova Apostólica Internacional (INAI) irá fornecer diariamente informações que sejam de interesse para os cristãos novo-apostólicos e leitores interessados. O conteúdo do novo magazine de notícias incluirá questões internacionais relevantes. Fazem parte delas, entre outras, questões sociais, relatórios detalhados sobre os anúncios da Igreja, bosquejos biográficos e artigos sobre história.

nac.today

nacworld

Nacworld é a rede social da Igreja  Nova Apostólica. Esta rede lhe oferece a oportunidade de fazer contatos em todo o mundo e cultivar amizades. Aqui você vai encontrar pessoas interessantes, vários temas sérios ou bem-humorados, imagens (fotos), vídeos e diferentes opiniões...O uso de nacworld é isento de custosPara se registrar nacworld você precisa apenas de um minuto, e assim passará a fazer parte dos ... 31187 membros que estão atualmente registrados no nacworld. Quantos deles você conhece? 

Nacworld está aberto à opinião.

  • Apóia entretenimento assistido
  • E-mail, chat, fórum, mídia, contatos
  • 24 horas/dia , 365 dias ao ano

Entre agora mesmo e faça parte.

https://nacworld.net/public

Copyright © 2018 Igreja Nova Apostólica. Template designed by olwebdesign.