A caminho da Igreja Nova Apostólica (15) - De Congregações Apostólicas para Igreja Nova Apostólica

Imprimir

Apostle Johann August Ludwig Boesecke (1821-1886)Quando nossa igreja surgiu, em 1863, ela tinha nomes, cujos significados se remetiam àqueles usados pelas “congregações apostólicas” na Alemanha no ano de 1863. Por esse motivo, as congregações da “velha” e da “nova ordem” podiam ser facilmente confundidas. A denominação “Nova Apostólica” trouxe clareza, em 1902, quando foi utilizada pela primeira vez no Reino da Saxônia.

 

Em 1862, no Reino da Prússia, o maior estado alemão, havia vinte e quatro “Congregações Apostólicas”. Ali eles entendiam que o decreto sobre a preservação da liberdade e da ordem imposta colocava em perigo o abuso do direito de se reunirem e se associarem, isto escrito em 11 de março de 1850. Para ter reuniões legais, cada congregação deveria entregar às autoridades policiais correspondentes, estatutos das reuniões e listas de colaboradores. Além disso, deveriam mostrar a esta autoridade, o lugar e a hora dos encontros.
Confusão a respeito das “Congregações Apostólicas”
Apostle Ernst Traugott HallmannO estatuto modelo de 1862 dizia: “Os membros da Congregação têm o direito de tomar para si e para todos os que foram batizados o título de "cristãos", porém devido às circunstâncias externas fazem uso do nome de Congregação Apostólica”. Assim, em muitos lugares, as reuniões eram registradas sob o nome de Congregações Apostólicas. Algumas dessas congregações seguiam o Apóstolo Woodhouse, outras aos novos Apóstolos chamados. Em Berlin, as Congregações Apostólicas utilizavam ambas, o mesmo nome e nos anos seguintes a 1890, também o mesmo selo. Em uma no centro havia desenhado o cordeiro com a bandeira da vitória e em cima se lia “Congregação Apostólica de Berlin-Wedding”, na outra, “Primeira Congregação Apostólica de Berlin” – no primeiro caso, tratava-se da Congregação Apostólica-Católica, no segundo, da Congregação Nova Apostólica.
A Igreja Católica Apostólica
As congregações que seguiam aos Apóstolos foram aceitas entre outras como sendo de confissão cristã. Edward Irving, falecido em dezembro de 1834, mencionou seus contemporâneos como sendo fundadores e, assim, as pessoas a sua volta os denominavam de “Irvinginianos”. A estes os Apóstolos se opuseram, como se todos os fieis fossem partícipes de “uma única e santa Igreja Católica Apostólica” no sentido de um antigo credo niceno-constantinopolitano (381). Em 1847 os Apóstolos determinaram que a congregação central de Londres fosse uma congregação “única e santa da Igreja Católica Apostólica”. Desde 1849, todos os locais de reunião na Inglaterra receberam uma placa com a inscrição “Igreja Católica Apostólica”.
Seal A Igreja Apostólica Universal
Na Alemanha, a expressão “Católica Apostólica” foi pouco utilizada. Os servos dirigentes confiavam tão pouco nela, que em eventos oficiais no estado da Prússia ainda em 1862 usavam a expressão “Católica Apostólica” e depois trocavam por “Apostólica Católica” quando falavam das congregações da Prússia. O termo “católico” causou confusões no mundo evangélico. Em 1850 o conselheiro superior da Magistratura Wagner e o Pastor Koeppen, dois representantes da Igreja Católica Apostólica reconhecidos na sociedade da época, os procuraram para evitar a imitação da versão alemã do credo niceno-constantinopolitano, que falava da “Igreja Apostólica Universal” ao invés da “Igreja Católica Apostólica”. Em 1864, a congregação de Hamburgo aderiu a esta tradição e se denominou “Congregação Apostólica Universal”.
“Missão interna” entre os Apóstolos
No século XIX notou-se um grande aumento da população em muitos países da Europa. Cada vez mais pessoas chegavam aos centros industriais na esperança de obter trabalho. As crianças cresciam sem atenção, largadas, e as igrejas maiores não conseguiam mais conquistar seguidores nos bairros mais pobres.
As crianças eram encaminhadas a casas de salvação e deveriam ser educadas numa vida regrada e inseridas na cristandade. No primeiro dia da igreja evangélica em 1848, Johann Hinrich Wicher, o fundador da “Rauhen Haus” em Hamburgo, conseguiu conquistar seus companheiros de fé para fundarem uma “comissão central para a missão interna”. Uma educação cristã – assim pensavam os proeminentes fundadores deste projeto – não serviria somente para diminuir a miséria, mas também conseguiria impor a obediência para com as autoridades e evitaria ainda atividades revolucionárias. As camadas mais pobres da população seriam conquistadas por missionários treinadosdas classes operárias. Eles obtinham mais a confiança da população do que o clero da classe média alta; isso conquistaria as pessoas mais simples.
Muitos pioneiros da igreja Católica Apostólica se aproximaram da “missão interna”. Os servos faziam parte do círculo de trabalhadores, dos quais se originavam os missionários evangélicos. A isso se juntaram os homens da antiga Congregação Apostólica em Frankfurt. Em 1850, eles escreveram ao Ministro do Interior da Prússia: “sua atividade nada mais seria do que a de uma missão interna, cujos homens participantes do comitê central eram mensageiros de Deus”.
Nesta carta é feita uma diferenciação entre uma Congregação Apostólica reunida e uma atividade externa missionária. Assim também se passou com a Congregação de Hamburgo, que se denominou “Congregação Apostólica Universal” em 1864, e publicou a “Mensagem a todos os cristãos” compilado por Geyer, subscrita no ”Conselho Central da missão Cristã, Apostólica universal para Hamburgo”. Aos “princípios fundamentais da Congregação Apostólica Universal de Hamburgo” datada de 1864 seguiram-se os “Estatutos da missão cristã apostólica universal” em 1866.
Confusa multiplicidade de nomes
Geyer ativou em Berlin, como é sabido, e com isso, juntou em torno de si um círculo de pessoas que pensavam como ele. Provavelmente, em 1864, este círculo incluía o Apóstolo chamado para Hamburgo, Ludwig Boesecke, um habilidoso sapateiro, que morava em Berlin desde 1856 e ali lidava com produtos para casa até que em 1872 se mudou para Schlesien e fundou a congregação de Schoenau. Além de Bosecke, quase nenhum outro colaborador da Congregação Católica Apostólica de Berlin se juntou ao novo Apóstolo nomeado, e por isso, a “Missão cristã apostólica universal” passou por um penoso recomeço. Em 1878, Bosecke foi de Schoenau de volta para Berlin para reunir alguns irmãos depois de Geyer resolveu percorrer seus próprios caminhos. Logo, ele passou a direção da congregação berlinense ao mais tarde Apóstolo Ernst Hallmann de Schoenau.
A princípio, Bosecke e Hallmann se ativeram ao antigo nome da Missão Cristã Apostólica Universal, porém logo os seguidores de Geyer também a utilizaram. A “Congregação Apostólica” sob a direção de Ernst Hallmann denominou-se sucessivamente: “Congregação da Missão Apostólica Cristã Universal” (1878, 1880), “Congregação Apostólica Universal” (1881, 1883, 1888), “Associação Missionária Cristã Apostólica Universal para Berlin” (1892), “Associação Apostólica para Berlin” (1895). Nos Serviços Divinos, eram cantados alguns “hinos em tons folclóricos” extraídos da “Pequena Harpa Missionária” do pregador revivalista Johann Heinrich Volkening. A um oficial de polícia berlinense coube à tarefa, em 1886, de explicar aos seus superiores, quais as Congregações Apostólicas pertenciam à antiga e quais pertenciam à Nova orientação.
Nova Apostólica na Saxônia
Em 1902, no Reino da Saxônia, foi dada às “Congregações Apostólicas da nova orientação” o direito ao livre exercício dos Serviços Divinos. Havia uma inscrição no registro da associação sobre isso. Desde aproximadamente 1870, este direito havia sido concedido às Congregações Católicas Apostólicas, sob o nome de “Congregação Apostólica”. Em Dresden, o representante das antigas “Congregação Apostólica” protestou contra o uso do mesmo nome por aqueles que se achegavam agora. Em reuniões com autoridades, as novas Congregações Apostólicas de 1897 pediram que as antigas se denominassem agora “Congregações Apostólicas Antigas”. Esta investida não obteve sucesso. Em 1902, todas as “Congregações Novas Apostólicas para Dresden” foram oficialmente registradas com todas as Congregações Novas Apostólicas do Reino da Saxônia no registro das associações. As “Congregações Apostólicas” antigas agora apareciam no registro da associação como “Congregações Católicas Apostólicas”.
A denominação “Nova Apostólica” foi ganhando espaço lentamente. Um motivo era certo: se estamos inscritos na associação sob o nome “Congregação Apostólica” não seria conveniente causar dificuldades desnecessárias por conta de uma mudança de nome. Mas os irmãos também gostavam do nome antigo. Assim, em 1912, ainda está escrito no livro “Antigos e novos caminhos”: o nome “Novo Apostólico” serve apenas para pessoas de fora e para diferenciar de outras descrições enganosas de firmas. “Para aqueles que participam e que crêem num Apóstolo vivo, somente o termo ‘Apostólico’é aceitável”.
Congregações ou Igrejas
No trânsito burocrático com as autoridades, não se podia configurar como Igreja na Alemanha até o fim de 1918. Somente algumas Congregações eram toleradas no âmbito do regulamento das leis. A denominação “Igreja” tinha um significado legal e ficou preservada no direito legal às duas grandes confissões, evangélica e católica. Aquele que se separava delas era denominado “dissidente” e era inscrito num “registro especial de dissidentes”.
No âmbito teológico os ministros de ambas as Igrejas Apostólicas declararam repetidas vezes, que elas estão compreendidas como partícipes de uma Igreja Apostólica. Em 1855, Traugott Geering, anjo “de uma congregação da Única, Santa, Universal e Apostólica Igreja da Basileia”, voltou-se aos sacerdotes de diferentes partes de igreja para lhes explicar que eles pertenciam a seitas, as quais (ao contrário da Igreja Católica Apostólica) seriam detentoras de apenas uma parte da verdade cristã.
Com a Constituição de Weimar de 1919, foi possível “às associações religiosas e associações com visões de mundo” que não faziam parte da igreja estatal, a concessão do direito de ser entidade de direito público. Isso aconteceu em dois estados alemães: em 1921 surgiu a “Igreja Nova Apostólica em Freistaat Baden” e em 1925 “a Igreja Nova Apostólica do âmbito de Hamburgo”. Portanto, neste contexto, a denominação de Igreja também era válida para pequenas “associações religiosas”.
Mas ainda havia contrariedades. Estas foram claramente formuladas quando, em 1921, foi feita a tentativa de reconhecimento da “Igreja Nova Apostólica da Alemanha” como entidade de direito público. De acordo com as declarações de várias igrejas evangélicas, o direito a portar o termo “igreja” não foi concedido à Igreja Nova Apostólica. Apoiavam-se na nova compilação da diferença entre igreja e associações dissidentes. Com argumentos variados, procurava se justificar que os “novos Irvinginianos” eram de fato uma seita. Um iminente comendador incluiu, ainda “que as seitas podem ser representantes mais honestos do evangelho do que as igrejas”. Aqui o termo “seita” não deve ser entendido como depreciativo. “Só não devemos chama-la de ‘igreja’, pois não são realmente ‘igrejas’”.
Nomes usados fora da Alemanha
O Apóstolo Schwartz foi para Amsterdam para fundar ali a primeira congregação. Por isso a igreja “Zending Apostólica”, ou “Missão Apostólica” denominou-se então por volta do final do século XIX “Hersteld Apostolische Zendingskerk” (Igreja Missionária Apostólica Renovada/ Igreja da missão).
Fora da Alemanha estávamos mais apropriados em chamar diferentes associações religiosas com o nome “igreja”. No âmbito da língua inglesa era comum a tradução bíblica da palavra “church” como um conceito de pequenas congregações.
Ainda antes que o termo “Novo Apostólico” fosse utilizado, nossa igreja surgiu na América do Norte como “First General Apostolic Church”. Segundo um informe de 1920, a igreja foi registrada na África do Sul, em 1911, como “New Apostolic Church” (Igreja Nova Apostólica); existe um escrito datado de 1913 onde este nome foi utilizado. Em Queensland, na Austrália, antes da Primeira Guerra Mundial, ela se chamava “Igreja da União Apostólica”.
A estes breves comentários acerca da denominação da igreja fora da Alemanha, o editor une um pedido aos leitores destas localidades, para que compartilhem com ele seus conhecimentos a respeito da história da igreja de sua localidade.
Manfred Henke
Resumo
Depois de 1863 a congregação de Hamburgo continuou, mesmo com relação à denominação, aquilo que os responsáveis irmãos conheciam com base em sua atividade sob a orientação do Apóstolo Carlyle e Woodhouse. Por esse motivo surgiram confusões de quais seriam as orientações que o nome “Congregação Apostólica” carregava em si. As “Congregações Apostólicas de nova orientação” foram denominadas “Congregações Novas postólicas” na Saxônia em 1902, no registro de associações. A denominação “Igreja Nova Apostólica” pode configurar, por meios legais, na Alemanha oficialmente somente com a Constituição de 1919. No Holanda o pensamento de ter uma missão interna em nome da Igreja pode ser encontrado usando o nome da nossa Igreja. Nos paíse que falam a língua inglesa, o termo “Igreja” pode ser utilizado antes do que na Alemanha.

Eu amo Jesus 

... e o mais bonito é o fato de saber que esse amor é recíproco.


Com nac.today da Igreja Nova Apostólica, começou um novo meio de difusão. Com os relatórios do mundo todo, o novo magazine de notícias da Igreja Nova Apostólica Internacional (INAI) irá fornecer diariamente informações que sejam de interesse para os cristãos novo-apostólicos e leitores interessados. O conteúdo do novo magazine de notícias incluirá questões internacionais relevantes. Fazem parte delas, entre outras, questões sociais, relatórios detalhados sobre os anúncios da Igreja, bosquejos biográficos e artigos sobre história.

nac.today

nacworld

Nacworld é a rede social da Igreja  Nova Apostólica. Esta rede lhe oferece a oportunidade de fazer contatos em todo o mundo e cultivar amizades. Aqui você vai encontrar pessoas interessantes, vários temas sérios ou bem-humorados, imagens (fotos), vídeos e diferentes opiniões...O uso de nacworld é isento de custosPara se registrar nacworld você precisa apenas de um minuto, e assim passará a fazer parte dos ... 31187 membros que estão atualmente registrados no nacworld. Quantos deles você conhece? 

Nacworld está aberto à opinião.

  • Apóia entretenimento assistido
  • E-mail, chat, fórum, mídia, contatos
  • 24 horas/dia , 365 dias ao ano

Entre agora mesmo e faça parte.

https://nacworld.net/public

Copyright © 2018 Igreja Nova Apostólica. Template designed by olwebdesign.