A caminho da Igreja Nova Apostólica (5): O tempo de ensinamento dos Apóstolos

Imprimir

Por: Manfred Henke

Doze homens tomaram como missão de fé o servir ao Senhor como Apóstolos. Primeiramente eles serviram a uma pequena legião de fiéis. Até o Seu envio, eles procuraram pela clareza do caminho à futura igreja.

Aos dons do espírito acontecido na Escócia e na Inglaterra se seguiram, desde 1832, o ativar dos primeiros Apóstolos e sucessivas ordenações. Um ponto importante, porém provisório, foi alcançado em 1835 com o envio dos doze Apóstolos em 14 de julho deste ano.

 

Depois, eles se retiraram para Albury. Para tanto, eles deixavam seu trabalho, deixavam para trás a conhecida vizinhança e se dirigiam, com suas famílias, às cabanas de camponeses na propriedade de Henry Drummond.
Era um tempo de preparação para a verdadeira missão. Os Apóstolos criam que Deus desejava desvendar grandes mistérios ainda ocultos nas palavras da Bíblia através dos sete profetas ordenados para os ajudarem e, principalmente através de Taplin, este sendo seu “orientador”. Assim, em 1º de janeiro de 1836, eles se reuniram na biblioteca de Drummond. Diante deles estava o primeiro capítulo em Gênesis e, dia após dia, eles liam outro capítulo da Sagrada Escritura.
Eles estavam convencidos de que o ativar de Deus se desenvolvia sempre por intermédio do mesmo padrão – através da criação, dos patriarcas do povo de Israel. E também através do mesmo modelo Deus queria conduzir Sua atividade.

Os Apóstolos devem conduzir para fora da “Babilônia”
Durante esta interpretação profética da bíblia desenvolveu-se uma magnífica imagem da futura igreja. Todas as profecias partiam do pensamento de que a Babilônia representava para a igreja um estado de confusão e desunião. Os Apóstolos deviam conduzir a cristandade para fora da Babilônia, para que Jerusalém pudesse ser reconstruída. Isto significava que, depois da queda da Babilônia espiritual, deveria surgir uma obra unida e numerosa entre os Apóstolos por todos os países de confissão cristã.

Eram esperadas congregações de três mil fiéis
O castiçal de sete hastes, como estava escrito no tabernáculo, simbolizava o Ministério de uma Igreja ou Congregação. Segundo este modelo, deveria haver em uma congregação completa: um anjo com seis Anciões a seu lado que poderiam ter ocasionalmente ajudantes. Una-se a isso 36 sacerdotes, ou seja no total seriam 50 Ministérios sacerdotais, cada um dos quais se ocuparia de pelo menos 50 adultos participantes da congregação. Assim, o menor tamanho calculado para uma congregação que estivesse sob o comando de um anjo seria de 2500 participantes adultos, antes eram três mil. Cada anjo de uma congregação principal deveria dirigir ainda quatro congregações adjacentes do mesmo tamanho. Calculemos então que, a quantidade de participantes esperados para as sete congregações em Londres, cada uma com quatro congregações adjacentes, seria de algo em torno de cem mil participantes adultos. Isso corresponderia a dez por cento de toda a população londrina daquela época. Tais comportamentos numéricos eram esperados por todo o país.

Um em cada dez cristãos seria um seguidor de Apóstolos
As enormes proporções da obra futura estavam de acordo com a interpretação do conteúdo do 11º capítulo do Apocalipse. Assim se cria que as congregações seriam as duas testemunhas, cujo ativar estava descrito ali. Depois da primeira Era Apostólica as duas testemunhas foram mortas, e hoje no decorrer de 1260 anos, em cuja época a igreja verdadeira permaneceu oculta, era o tempo de ressuscitarem. Logo viria o tempo (segundo Apocalipse 11:13) em que aconteceria um grande terremoto, onde dez por cento de uma grande cidade, a Babilônia espiritual, ruiria. Isso significa, segundo a compreensão daquele tempo: dez por cento da cristandade formaria a igreja sob a condução dos Apóstolos. Para isso, algumas providências deveriam ser tomadas.

Doze Apóstolos e seus ajudantes
De acordo com Gênesis 11 e de acordo com a narrativa seguinte sobre a confusão de línguas no decorrer da construção da torre de Babel, a cristandade deveria ter doze ramificações e setenta povos. Para cada uma dessas ramificações, um Apóstolo seria enviado. Em vista da esperada e grande ampliação da obra, os Apóstolos (cujo número ficou restrito a doze, naquele momento) deveriam ter a ajuda de 70 “delegados Apostólicos”. Entre esses setenta poderíamos ver emissários dos doze. Encontramos o exemplo bíblico em Timóteo e Tito. Estes foram “delegados Apostólicos” , que selavam durante a missão de Paulo, conduziam ordenações e “regiam” a igreja. Tais atividades sacerdotais eram válidas somente por advirem do poder maior de um Apóstolo. Eles eram como “Apóstolos ajudantes”, que não poderiam ativar sem o consentimento do respectivo Apóstolo. Ajudando diretamente aos Apóstolos, 60 “evangelistas de nações”, 12 profetas, 12 evangelistas e 12 pastores deveriam ser ordenados. Os anjos das sete congregações de Londres possuíam uma posição especial, subordinados diretamente à totalidade dos Apóstolos. No futuro, haveriam de se colocar ainda 12 anjos em cada uma das 12 congregações que, sob a condução dos Apóstolos, deveriam formar o conselho de Jerusalém.

Os cristãos deveriam se decidir
Contudo, havia somente os doze Apóstolos e alguns poucos Ministérios em todas as igrejas, os quais poderiam ajuda-los na tarefa de unir a igreja. No entanto, no final os Apóstolos tinham somente suas próprias opiniões no tempo de preparação antes do envio dos mesmos e não tinham o direito de conduzir para fora da Babilônia espiritual todos os verdadeiros cristãos e os fiéis religiosos. Essa opinião eles defenderiam na escrita testemunhal que completaram em 1836. Ela é conhecida como “Testemunho” e será apresentada no próximo artigo desta série.

Arrebatamento ou o fogo da tribulação
Os Apóstolos e seus ajudantes tinham uma mentalidade eclesiástica e política muito conservadora. Eles mesmos não queriam perturbar a ordem eclesiástica e social já posta, mas a viam condenada ao fracasso por causa dos pecados de quem a portava. Mais ou menos concomitante à disseminação dos Apóstolos, os poderes da revolução – que tem na Revolução Francesa ocorrida entre 1789 e 1815 um exemplo da queda de muitos monarcas e bispos – executariam a obra da destruição de todos os elos da antiga ordem. Então, haveria um curto espaço de tempo, no qual o restante da cristandade se reuniria sob a condução dos Apóstolos. Finalmente, no tempo da grande tribulação, o anticristo reinaria sobre a terra.
Aqueles que foram selados por um Apóstolo seriam protegidos desta tribulação por serem os primogênitos da colheita. Outros, que não puderam aceitar os Apóstolos, seriam purificados pelo fogo das tribulações e formariam a grande colheita depois do julgamento do anticristo. Na lei mosaica encontramos a instrução de oferendar as primeiras espigas de milho antes da colheita dos grãos. Então podemos ver um exemplo da diferença que é feita entre os 144 mil primogênitos selados (descritos em Apocalipse 7:14) e a multidão incontável advinda da grande tribulação.

Eu amo Jesus 

... é por isso que visito doentes, ajudo o meu próximo e faço as minhas orações.


Com nac.today da Igreja Nova Apostólica, começou um novo meio de difusão. Com os relatórios do mundo todo, o novo magazine de notícias da Igreja Nova Apostólica Internacional (INAI) irá fornecer diariamente informações que sejam de interesse para os cristãos novo-apostólicos e leitores interessados. O conteúdo do novo magazine de notícias incluirá questões internacionais relevantes. Fazem parte delas, entre outras, questões sociais, relatórios detalhados sobre os anúncios da Igreja, bosquejos biográficos e artigos sobre história.

nac.today

nacworld

Nacworld é a rede social da Igreja  Nova Apostólica. Esta rede lhe oferece a oportunidade de fazer contatos em todo o mundo e cultivar amizades. Aqui você vai encontrar pessoas interessantes, vários temas sérios ou bem-humorados, imagens (fotos), vídeos e diferentes opiniões...O uso de nacworld é isento de custosPara se registrar nacworld você precisa apenas de um minuto, e assim passará a fazer parte dos ... 31187 membros que estão atualmente registrados no nacworld. Quantos deles você conhece? 

Nacworld está aberto à opinião.

  • Apóia entretenimento assistido
  • E-mail, chat, fórum, mídia, contatos
  • 24 horas/dia , 365 dias ao ano

Entre agora mesmo e faça parte.

https://nacworld.net/public

Copyright © 2018 Igreja Nova Apostólica. Template designed by olwebdesign.